???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.uea.edu.br/jspui/handle/tede/63
Tipo do documento: Dissertação
Título: Ritual da tucandeira da etnia Sateré-Mawé : língua, memória e tradição cultural
Autor: Carvalho, Joelma Monteiro de 
Primeiro orientador: Martins, Silvana Andrade
Primeiro membro da banca: Martins, Silvana Andrade
Segundo membro da banca: Martins, Valteir
Terceiro membro da banca: Assis, Marcelo Bastos Seráfico de
Resumo: Este trabalho apresenta uma análise de cunho etnográfico e etnolinguistico, que se propõe a analisar, à luz da Semiótica das Culturas, a representação sígnica da formiga tucandeira, no contexto do Ritual da Tucandeira, um rito de passagem da cultura Sateré-Mawé, que marca a transição da fase de menino para a fase adulta. Para isso, descreve-se o ritual, demonstrando sua estrutura, constituída por signos verbais e não verbais e também se busca compreender sua função sociocultural, comparando sua realização pela etnia Sateré-Mawé que vive em Terras Indígenas (TI) e em Manaus. Os dados para a pesquisa foram coletados por meio de entrevistas abertas e relatos orais, junto aos Sateré-Mawé, de faixa etária de 10 a 65 anos de idade que vivem nas Terras Indígenas (TI), nas regiões dos rios Andirá e Marau, pertencentes aos municípios de Barreirinha e de Maués, respectivamente e em Manaus. O texto está organizado em três momentos. No primeiro, tecem-se algumas reflexões sobre aspectos etnográficos e etnolinguísticos da etnia Sateré-Mawé, da história à atualidade, enfatizando os contextos sociocultural e linguístico que caracterizam e fortalecem a cultura, a memória e a manifestação étnica. No segundo, de forma descritiva, mostram-se as etapas de organização do ritual: o antes, o durante e o depois. Neste ínterim, tecem-se reflexões sobre processo de mudanças sociais pelo qual o neófito da etnia passa, ao participar do cerimonial, colocando as mãos na luva com formigas tucandeira no mínimo vinte vezes, com a finalidade de assim completar o ciclo iniciado. Também se expõem a respeito das evoluções ocorridas nesse ritual, devido à hibridização cultural vivenciada pelas comunidades pesquisadas. No terceiro, descrevem-se e analisam-se os elementos que compõem o Ritual da Tucandeira, sua simbologia e função, no contexto linguístico e sociocultural desta etnia. Os aportes teóricos que embasaram esta pesquisa estão apoiados no campo da Etnolinguística e da representação da semiótica, fundamentados em estudos de Guinsburg (1988), Turner (2005), Rodrigues (2009), Lima Barreto (2010) e Pietroforte (2012). Como resultado de análise dos dados da pesquisa, aponta-se, dentre outros, que, entre os elementos que compõem o ritual, a formiga tucandeira é a principal figura. Seu nome significa "aquela que fere muito”, e a ela se agregam vários significados no contexto cultural. Representa a mulher que atrai e encanta os homens, motivando-os a participarem desse cerimonial. Também exerce a função de vacina indígena, que previne das doenças e fortalece o organismo do homem Sateré. Desta forma, no âmbito das abordagens semióticas, em particular da Semiótica das Culturas, conforme Pais (2009), busca-se analisar e compreender o valor sígnico desse elemento no contexto enunciativo do ritual de iniciação masculina Sateré-Mawé.
Abstract: This paper presents an analysis of ethnographic and ethno-linguistic nature that aims to analyze, under the Semiotics of Culture approach, the semiotic representation of the Tucandeira ant, in the context of the Tucandeira Ant Ritual, a rite of passage in the Sateré-Mawé culture, which marks the transition from childhood to adulthood. For this, it describes the ritual, displaying its structure, consisting of verbal and nonverbal signs and it also seeks to understand its socio-cultural function, comparing its performance by the Sateré-Mawé ethnicity living in Indigenous Lands (TI) and in Manaus. Data for the study were collected through open interviews and oral testimonials, together with the Sateré-Mawé people, in the age range of 10-65 years old living in Manaus and in Indigenous Lands (TI) in the regions of the Andirá and Marau rivers, belonging respectively to the municipalities of Barreirinha and Maués. This paper is organized in three stages. The first stage proposes some reflections on ethnographic and ethno-linguistic aspects of the Sateré-Mawé ethnicity, history to the present, emphasizing the socio-cultural and linguistic contexts that characterize and strengthen the culture, memory and ethnic manifestation. In the second stage, the ritual organization is shown in a descriptive way: before, during and afterwards. In the meantime, reflections are made on the process of social change by which the neophyte of the ethnic group passes when attending the ceremony, placing his hands inside the gloves with Tucandeiras at least twenty times, in order to thus complete the cycle started. It also exposes about the evolutions that occurred in this ritual because of cultural hybridization experienced by these communities. In the third stage, this paper describes and analyzes the elements that make up the Tucandeira Ant Ritual, its symbolism and function in the linguistic and socio-cultural context of this ethnic group. The theoretical framework that supported this research are extended to the field of ethno-linguistic and semiotic representation, based on the studies of Guinsburg (1988), Turner (2005), Rodrigues (2009), Lima Barreto (2010), and Pietroforte (2012). As a result of analysis of the survey data, it is pointed out, among others, that among the elements that compose the ritual, the Tucandeira ant is the main figure. Its name means "the one that hurts a lot", and several meanings in the cultural context are added to it. It represents the woman who attracts and delights men, motivating them to participate in this ceremony. The Tucandeira also acts as an indigenous vaccine, which prevents diseases and strengthens Sateré men’s bodies. Thus, under the semiotic approaches, in particular the Semiotics of Culture, according to Pais (2009), the aim is to analyze and comprehend the semiotic value of that element in the enunciative context of the Sateré-Mawé male initiation ritual.
Palavras-chave: Tucandeira - ritual
Cultura indígena
Sateré-Mawé
Área(s) do CNPq: ANTROPOLOGIA::ETNOLOGIA INDIGENA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade do Estado do Amazonas
Sigla da instituição: UEA
Departamento: Escola Superior de Artes e Turismo ESAT::PROPESP
Programa: Letras e Artes
Citação: Carvalho, Joelma Monteiro de. Ritual da tucandeira da etnia Sateré-Mawé : língua, memória e tradição cultural. 2015. 153 f. Dissertação( Letras e Artes) - Universidade do Estado do Amazonas, Manaus.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
Endereço da licença: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/
URI: http://tede.uea.edu.br/jspui/handle/tede/63
Data de defesa: 5-Feb-2015
Appears in Collections:DISSERTAÇÕES - PPGLA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Riitual da tucandeira Dissertação.pdfDissertação - Documento principal3,92 MBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons