???item.export.label??? ???item.export.type.endnote??? ???item.export.type.bibtex???

Please use this identifier to cite or link to this item: http://tede.uea.edu.br/jspui/handle/tede/294
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorLima, Rebeca Soares de-
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4439360P4por
dc.contributor.advisor1Aleixo, Marcos Frederico Krüger-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4766572J0por
dc.contributor.referee1Aleixo, Marcos Frederico Krüger-
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4766572J0por
dc.contributor.referee2Cavalheiro, Juciane dos Santos-
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4713655U0por
dc.contributor.referee3Guedelha, Carlos Antônio Magalhães-
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4537748T9por
dc.date.accessioned2017-11-16T13:03:03Z-
dc.date.issued2017-04-12-
dc.identifier.citationLima, Rebeca Soares de. Rio Negro em poemas: reflexos do homem. 2017. 129 f. Dissertação( Letras e Artes) - Universidade do Estado do Amazonas, Manaus.por
dc.identifier.urihttp://tede.uea.edu.br/jspui/handle/tede/294-
dc.description.resumoDebruçar-se na Literatura Amazonense é perceber que o rio tem lugar certo, seja no que tange à vida dos citadinos, seja na dos interioranos. De modo geral, o rio faz parte da vida de quem reside na região amazônica, contudo notou-se que um rio, especificamente, tem apresentado, na literatura, um significado outro, mais sombrio e letal: o Rio Negro. Diante de tal descoberta, esta pesquisa tem por objetivo analisar poemas que tem o Rio Negro como ponto principal, durante toda a história da Literatura Amazonense; visa também comparar as interpretações acerca do Rio Negro, por que este, por exemplo, é descrito como sombrio e perigoso na maior parte das manifestações líricas. Como guia na análise, tem-se a Psicanálise, retratando uma possível projeção do homem para com o rio, ressaltando o caráter reflexivo do Rio Negro. Desse modo, foram reunidos nove poemas de oito livros, no período de 1899 a 2001, dos seguintes autores: Paulino de Brito, Raimundo Monteiro, Astrid Cabral, Luiz Bacellar, Simão Pessoa, Quintino Cunha, Aldísio Filgueiras e Elson Farias. Na reunião dos poemas foi possível agrupá-los em quatro categorias: o Rio Negro telúrico, o letal, o dos encontros e o do Homem.por
dc.description.abstractTo look at the Amazon Literature is to realize that the river has a right place, both in the life of city dwellers and in those of the interior. In general, the river is part of the life of those who live in the Amazon region, but it has been noted that one river, in particular, has presented in the literature another, darker and lethal meaning: the Rio Negro. Faced with such a discovery, this research aims to analyze poems that praise the Rio Negro throughout the history of Amazon Literature; Is also intended to compare the interpretations about the Rio Negro, for example, this one is described as dark and dangerous in most lyrical manifestations. As a guide in the analysis, one has the Psychoanalysis, portraying a possible projection of the man towards the river, emphasizing the reflective character of the Black River. In this way, nine poems of eight books were collected between 1899 and 2001, from the following authors: Paulino de Brito, Raimundo Monteiro, Astrid Cabral, Luiz Bacellar, Simão Pessoa, Quintino Cunha, Aldísio Filgueiras and Elson Farias. In the meeting of the poems it was possible to group them into four categories: the Telluric Black River, the lethal one, that of the encounters and that of the Man.eng
dc.description.provenanceSubmitted by Biblioteca Central (bibliotecacentral@uea.edu.br) on 2017-11-14T13:46:08Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Rio Negro em poemas reflexos do homem.pdf: 988399 bytes, checksum: 9d1e4d5e0d109e10b02cebdaa81e179c (MD5)eng
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Biblioteca Central (bibliotecacentral@uea.edu.br) on 2017-11-16T12:58:53Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Rio Negro em poemas reflexos do homem.pdf: 988399 bytes, checksum: 9d1e4d5e0d109e10b02cebdaa81e179c (MD5)eng
dc.description.provenanceApproved for entry into archive by Biblioteca Central (bibliotecacentral@uea.edu.br) on 2017-11-16T13:03:03Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Rio Negro em poemas reflexos do homem.pdf: 988399 bytes, checksum: 9d1e4d5e0d109e10b02cebdaa81e179c (MD5)eng
dc.description.provenanceMade available in DSpace on 2017-11-16T13:03:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Rio Negro em poemas reflexos do homem.pdf: 988399 bytes, checksum: 9d1e4d5e0d109e10b02cebdaa81e179c (MD5) Previous issue date: 2017-04-12eng
dc.formatapplication/pdf*
dc.thumbnail.urlhttp://tede.uea.edu.br/jspui/retrieve/2019/Rio%20Negro%20em%20poemas%20reflexos%20do%20homem.pdf.jpg*
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade do Estado do Amazonaspor
dc.publisher.departmentEscola Superior de Artes e Turismo ESAT::PROPESPpor
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUEApor
dc.publisher.programLetras e Artespor
dc.relation.referencesAGUIAR, Thais Contino Vianna de. Capitania do Rio Negro: conflitos e disputas nas fronteiras amazônicas no século XVIII. Anais do XV encontro regional de história da ANPUH- RIO. ALENCAR E SILVA. Quadros da Moderna Poesia Amazonense. Manaus: Editora Valer, 2011. AMARAL, Vinicius Alves. Ai de ti, Manaus: a “literatura menor” de Aldísio Filgueiras. Intellèctus Ano XIV, n. 2, p. 231-248, 2015. _____________________ . Ou a revolta ou a obediência estúpida: Aldísio Filgueiras frente à ditadura civil-militar (1964-1968). Dissertação (Mestrado História) – Universidade Federal do Amazonas, 2015. BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaio sobre a imaginação da matéria. Tradução Antônio de Pádua - São Paulo : Martins Fontes, (Coleção Tópicos) 1997. ___________________ . A poética do espaço. São Paulo: Martins Fontes, 1993. BARTHES, R. Aula. São Paulo: Cultrix, 1992. Bíblia Sagrada. Traduzida em Português por João Ferreira de Almeida. Revista e Atualizada no Brasil. 2ed. Barueri – São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993. BLOOM, Harold. A angústia da influência: uma teoria da poesia. Trad. de Marcos Santarrita, 2ª ed., Rio de Janeiro: Imago, 2002. _____________ . Poesia e repressão. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995. BOSI, Alfredo. História concisa da literatura Brasileira. (Da Universidade de S. Paulo) Editora Cultrix. 2ª edição. 5 impressão, 2003. ____________. O ser e o tempo da poesia. São Paulo: Cultriz, 1993. BRITO, Paulino. Cantos amazônicos. Organização Tenório Telles e estudo crítico por Antônio Paulo Graça. 2ª Ed. rev. – Manaus: Valer, 1998. CABRAL, Astrid. Visgo da Terra. Organização: Tenório Telles. 3ª Ed. Manaus: Valer/ Governo do Estado do Amazonas/ Edua/ Uninorte, 2005. 124 CASTRO, Daniel Fraga. Literatura, teatro e psicanálise: quando a ansiedade é influência. IN: SOUZA, Ricardo Timm (org). Literatura e psicanálise: encontros contemporâneos. Porto Alegre: Dublinense, 2012. CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de Símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio Editora, 1996. CUNHA, Euclides. Amazônia – Um paraíso perdido. Org.: Tenório Telles. 2ª Ed. Manaus: editora Valer, 2011. CUNHA, Quintino. Pelo Solimões. Manaus: Valer, 2010. DERRIDA, Jacques. Teologia da tradução. In: OTTONI, Paulo. (Org.). Tradução: a prática da diferença. Campinas: Unicamp, 2005. DIEGUES, Antonio Carlos (org). A imagem das águas. São Paulo: Hucitec, Núcleo de Apoio à Pesquisa sobre Populações Humanas e Áreas Úmidas Brasileiras/USP, 2000. DORNELES, Edson K. O rio: lugar sagrado da literatura ameríndia. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 6, n. 2, p. 76-96, jul./dez. 2012. FARIAS, André Brayner. Barthes e Levinas: literatura, ética e estética. IN: SOUZA, Ricardo Timm (org). Literatura e psicanálise: encontros contemporâneos. Porto Alegre: Dublinense, 2012. FARIAS, Elson. Barro Verde. Org.: Tenório Telles, 2ª Ed. Manaus: editora Valer / Governo do Estado do Amazonas / Edua / UniNorte, 2005. _____________. Imagem. Coleção Academia Amazonense. Manaus: Conquista, 1976. FERNANDES, Geraldo Augusto. O vilancete no cancioneiro geral de Garcia de Resende: tradição e inovação. Universidade federal do Ceará, Revista Signum, vol. 15, n. 1, 2014. FERREIRA, Aline Cavalcante. O riso e tudo o mais... interfaces literárias entre Simão Pessoa e Efraim Medina Reyes. Dissertação de mestrado da Universidade Federal de Roraima, Boa Vista, 2002. FILGUEIRAS, Aldisio. A dança dos fantasmas. Manaus: Editora Valer, 2001. FONSECA, Osório. Pensando a Amazônia. Manaus: Valer, 2011. 125 FRANZINELLI, Elena. Características morfológicas da confluência dos rios Negro e Solimões. Revista Brasileira de geociência. Arquivo digital disponível on-line no site www.sbgeo.org.br. Dezembro de 2011. FREIRE, José Ribamar Bessa. A Amazônia Colonial (1616-1798). Manaus: Metro Cúbico, 1991. FREUD, Sigmund. A interpretação dos sonhos. (segunda parte). Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. V (1900-1901), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. A história do movimento psicanalítico, artigos sobre metapsicologia e outros trabalhos. Volume XIV (1914-1916), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Arte, literatura e os artistas. Trad. Ernani Chaves. 1ª ed, Belo Horizonte: Autêntica editora, 2015. ______________. Cinco lições de psicanálise, Leonardo da Vinci e outros trabalhos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XI (1910-1909), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Conferências introdutórias sobre Psicanálise (parte III). Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XVI (1916-1917), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Delírios e sonhos na Gradiva de Jesen. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. IX (1906-1908), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Estudos sobre a histeria. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. II (1893-1895), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Moisés e o monoteísmo, Esboço de psicanálise. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XXIII (1937-1939), Rio de Janeiro: Imago, 1996. _______________. Novas conferências introdutórias sobre psicanálise e outros trabalhos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XXII (1932-1936), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ________________. O ego e o id e outros trabalhos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XIX (1923-1925), Rio de Janeiro: Imago, 1996. 126 ______________. O futuro de uma ilusão – o mal-estar na civilização. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XXI (1927-1931), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. O pequeno Hans e o homem dos ratos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. X (1909), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Publicações pré-Psicanalíticas e esboços inéditos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. I (1886-1889), Rio de Janeiro: Imago, 1996. ______________. Totem e Tabu e outros trabalhos. Edição Standart brasileira das obras psicológicas completas, vol. XIII (1913-1914), Rio de Janeiro: Imago, 1996. FREYRE, Gilberto. Nordeste: aspectos da influência da cana sobre a vida e a paisagem do Nordeste do Brasil. 5. ed. Rio de Janeiro: José Olympio; Recife: Fundarpe, 1985. GALVÃO, Eduardo. Panema: Uma crença do caboclo amazônico. Revista no Museu Imperial Paulista, Nova série, Volume V, São Paulo, 1951. GARCIA-ROZA, L. A. Freud e o inconsciente. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1985. GIGA, Idalete. O simbolismo o Canto Gregoriano. HVMANITAS- Vol. L, 1998. GUEDELHA, Carlos Antônio Magalhães. Manaus de águas passadas. Pará de Minas, MG: Virtual Books Editora, 2014. HOLLANDA, Juliana Tália Ribeiro De. Entre o sertão e o mar: o projeto de cultura nacional de Leonardo Mota. Dissertação de Mestrado da Faculdade de Historia da Universidade Federal do Ceara, Fortaleza, 2014. KRÜGER, Marcos Frederico. In: CUNHA, Quintino. Pelo Solimões. Apresentação de Marcos Frederico Krüger, 2010, p.11. LACAN, Jacques. Outros escritos. Tradução Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2003. LEÃO, Andréa Borges; SECUNDO, Francisco. Ceará, Lado Moleque (As Letras e a Sociogênese do Humor) Dossiê Literatura e Memória Arquivos do CMD, Volume 3, N.2. Ago/Dez 2015. 127 MATTUELLA, Luciano Assis. “Todos são felizes agora”: a ficção literária como interpretação da cultura. IN: SOUZA, Ricardo Timm (org.). Literatura e psicanálise: encontros contemporâneos. Porto Alegre: Dublinense, 2012. MARQUES, Fabíola Pedrosa Peixoto. Características físico-químicas, nutricionais e sensoriais de vinagres de diferentes matérias-primas. Universidade Federal de Goiás escola de Agronomia e Engenharia de alimentos. Dissertação defendida e aprovada em 11 de abril de 2008. MARTINS, Nilce Sant’Anna. Introdução à estilística: a expressividade na língua portuguesa. São Paulo: T.A. Queiroz; editora da Universidade de São Paulo, 1989. MEINERZ, Andréia. Concepção de experiência em Walter Benjamin. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Dissertação de mestrado, Porto Alegre, 2008. MÈLEGA, Marisa Pelella. Criatividade/Criação, Psicanálise e Literatura. IN: SOUSA, Celeste Ribeiro Criação e conflito. (Série “literaturas estrangeiras em diálogo”) São Paulo: Ateliê Editorial, 2010. MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. São Paulo: Cultrix, 2004. MONTEIRO, Raimundo. As Horas Lentas. Organização Tenório Telles e estudo crítico por Mário Ypiranga Monteiro. 2ª Ed. revista – Manaus: Valer/ Governo do Estado do Amazonas, 2002. MOUNIN, Geordes. Introdução à Linguística. Trad. José Meireles. Lisboa: Iniciativas editoriais, 1970. NASIO, J. D. Cinco Lições sobre a teoria de Jacques Lacan. Tradução: Vera Ribeiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1993. _____________. Como trabalha um psicanalista? Tradução de Lucy Magalhães. Rio de Janeiro: Zahar, 1999. NOSEK, Leopold (ed). “Entrevista com David Arrigucci Jr.” Revista Brasileira de Psicanálise (39) 01:9-18, 2005. OLIVEIRA, Alexandre Adalardo de; DALY, Douglas C. Florestas do Rio Negro. Coordenação Drauzio Varella. São Paulo: Companhia das Letras: UNIP, 2001. 128 OLIVEIRA, Claudio. Lacan e o campo do trágico ou Os significantes gregos de Medéia. Viso cadernos de estética aplicada Revista eletrônica de estética, disponível em http://www.revistaviso.com.br/, Universidade Federal Fluminense (UFF), Niterói, Brasil, maiago/ 2007. OTTONI, Paulo. (Org.). Tradução a prática da diferença. Campinas: Unicamp, 2005, p.174. PASSERÓN, René. Por uma poianálise. IN: SOUZA, Edson; TESSELER, Elida (org.). A invenção da vida – Arte e Psicanálise. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2001. PAZ, Octávio. O arco e a lira. São Paulo: Cosac Naify, 2012. PIZARRO, Ana. Amazonía: el río tiene voces. Chile: FCE, 2009. PRIORE, Mary Del; GOMES, Flávio dos Santos (org.) Os senhores dos rios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2003. RAMOS, Paula Mirana de Sousa. Da poesia à política: a trajetória inicial de Álvaro Maia. Manaus: UFAM, Dissertação (Mestrado em Sociologia) –– Universidade Federal do Amazonas, 2010. SANTIAGO, Socorro. Uma poética das águas. Manaus: Puxirum, 1986. SCHÜLER, Donaldo. Heráclito e seu (dis)curso. Porto Alegre: L&PM, 2007. SENA FILHO, José. Olhares em movimento: cinema e cultura na Amazônia marajoara. – Belém: Editora Açaí, 2014. SILVA, Wilson Gomes da; ROVELLINI, Pierangela; Azeite de oliva vendido no Brasil: qualidade e índice nutricional. Nutrire. Apr;40(1):45-53, 2015. SIOLI, Harold. Amazônia: fundamentos da ecologia da maior região de florestas tropicais. Tradução de Johann Becker, 2. ed. Petrópolis – RJ: Vozes, 1990. SOUZA, Márcio. A expressão amazonense: do colonialismo ao neocolonialismo. São Paulo: Alfa-Omega, 1977. ______________. História da Amazônia. Manaus: Valer, 2009. SOUSA, Celeste Ribeiro. Nas Teias da Linguagem, o Mundo. IN: Criação e conflito. (Série “literaturas estrangeiras em diálogo”) São Paulo: Ateliê Editorial, 2010. 129 STAIGER, Emil. Conceitos fundamentais da poética. Tradução Celeste Aída Galeão. Biblioteca tempo universitário, Rio de Janeiro: GB, tempo brasileiro, 1969. TÁPIA, Marcelo. Da Pedra à Volatilidade: Um percurso de criação poética (dicções e contradições). IN: SOUSA, Celeste Ribeiro Criação e conflito. (Série “literaturas estrangeiras em diálogo”) São Paulo: Ateliê Editorial, 2010. TELLES, Tenório. Clube da Madrugada – presença modernista no Amazonas. Manaus: editora Valer, 2014. ______________. Poesia e Poetas do Amazonas. Org.: Tenório Telles, Marcos Frederico Krüger. Manaus: Editora Valer, 2006. TOCANTINS, Leandro. Amazônia: natureza, homem e tempo. 2. Ed. ver. e aum. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército: Ed. Civilização Brasileira, 1982. __________________ - O rio comanda a vida – uma interpretação da Amazônia. Rio de Janeiro: Record, 1968. TREVISAN, Armindo. A poesia: uma iniciação à leitura poética. 2ª Ed., ver. e atual. Porto Alegre: Secretaria Municipal da Educação: Secretaria Municipal da Cultura: Uniprom, 2001. TUPIASSÚ, Amarilis. Amazônia das travessias lusitanas à literatura de até agora. Estudos avançados, vol. 19, n*53, 2005. UGARTE, Auxiliomar Silva. Sertões de Bárbaros – O mundo natural e as sociedades indígenas da Amazônia na visão dos cronistas ibéricos (séculos XVI-XVII). Manaus: Valer, 2009. VALÈRY, Paul. Variedades. São Paulo: Iluminuras USP, 2007. VERÍSISMO, José. Estudos amazônicos. Coleção amazônica. Série José Veríssimo. Pará: Cia Gráfica Lux. Universidade Federal do Pará, 1970. VIDAL, Elizabete de Lemos. Memória de rios e de lagos na construção romanesca: leitura de narrativas da Amazônia paraense. Tese (doutorado) UFRN, Natal, 2008. WALLACE, Alfred Russel. Viagens pelos rios Amazonas e Negro. Apresentação de Mário Guimarães. Belo Horizonte: Itatiaia; São Paulo: Ed. da Universidade de SP, 1979.por
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/-
dc.subjectPoesiapor
dc.subjectRio Negro - Poesiapor
dc.subjectAmazonas - Poesiapor
dc.subject.cnpqLETRAS::LITERATURA BRASILEIRApor
dc.titleRio Negro em poemas: reflexos do homempor
dc.title.alternativeRio Negro in poems: reflections of maneng
dc.typeDissertaçãopor
Appears in Collections:DISSERTAÇÕES - PPGLA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rio Negro em poemas reflexos do homem.pdfDocumento principal - Dissertação965,23 kBAdobe PDFThumbnail

Download/Open Preview


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons